Puluxia estradeira

(Elomar)

Eh h h...
mula ruana pisa no cho
depressa correno
qui a noite j vem
h mula ruana
t nosso bem, ai,
n' Joo Imburana
o bem qui nis tem...
Gonsalin era um tropro
qui viveu a vida andano
de janro a janro
caminhava todo ano
drna qui perdeu seu pai
na fome do noventinha
s dis anos ele tinha
isturdia um tropro
um tal Miguel Ventania
pusentado apois a tropa
hoje ridicularia
me cont qui uns viajante
nos corred da Filia
hoje in plena luz do dia
j dero cum cego errante
cantano essa puluxia
h h h...
mula ruana pisa no cho
depressa correno
qui anoite j vem
h mula ruana
cad nosso bem, ai,
cad Joo Imburana
qui nunca mais vem
qui nunca mais vem... (bis)