Canto de caminho

(Eliberto Barroncas e Adalberto Holanda)

A coisa mais bonita
um canto quando chora
Canta tanto e vai embora
Deixa vento no lugar

De l pra onde vai
S vem saudade
E mais no fim da tarde
Onde o sol vai se deitar

Canto chora quanto a roda
Roda, roda pelo mundo
Feito um bicho cantador
E quando chega em cada
Ponto de parada
Vai buscando outra chegada
Porque ainda no chegou